(77) 3455-2318 | (77) 3455-2272
×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 67

Tenha sucesso em seu ecommerce, foque no consumidor!

Fazer um e-commerce é fácil e rápido! Mas ter disciplina, recursos financeiros, disposição para trabalhar e gerenciar a sua loja virtual tornando-a um case de sucesso, não é fácil. A loja virtual sempre alcança audiências com flexibilidade, autonomia e redução de custos de implementação e manutenção.

Se compararmos as despesas com a loja física, ela é muito mais acessível. Porém, em um cenário onde você compete com várias outras lojas, é necessário ficar atento a vários pontos para ter bons resultados.

Segundo dados da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), o Brasil faturou R$53,4 bilhões no comércio eletrônico em 2016, teve um crescimento de 11% comparado com 2015. E para 2017 a previsão é de um aumento de 12%.

A Ebit, empresa que fornece informações sobre o comércio eletrônico nacional, informou que as categorias mais lucrativas foram as de eletrodomésticos, acessórios, moda, telefones celulares e decoração.

Outro dado importante, segundo as consultorias Social Time e Selx, atualmente 61% dos internautas buscam produtos online e 80% destes internautas já realizaram compra online.

O crescimento do e-commerce no Brasil está indo na contra mão da atual economia, muitos tem aproveitado esse crescimento para ampliar horizontes e criar empresas com funcionamento puramente online.

A internet disponibiliza produtos a um click do consumidor. E para que não perca a venda para o seu concorrente é preciso que torne a experiência do seu consumidor extraordinária desde o primeiro contato com sua loja virtual até o pós-venda.

O primeiro passo para o sucesso do seu e-commerce começa com a escolha da plataforma onde ele será montado. A chave é achar algo que atenda as suas necessidades, tanto se tratando do seu nicho de mercado, recursos tecnológicos, identidade visual, personalização e sistemas de pagamento. O ideal é buscar uma plataforma específica para o seu nicho de mercado. Isso trará mais resultados para seu e-commerce e maior satisfação para seu consumidor.

O segundo passo é o visual. Ele servirá como a vitrine do seu negócio e como o ponto mais importante de contato com o consumidor. A facilidade de navegação, a disposição de produtos, a facilidade de uso e o layout são extremamente importantes. É necessário que a empresa invista em estratégias totalmente “mobile friendly”, para que facilite a compra para o consumidor, de qualquer lugar e meio, seja ele desktop ou celular.

Com o e-commerce criado pode surgir à dúvida. E agora? Como faço para vender? Uma das estratégias para gerar tráfego e gerar vendas para o seu e-commerce é utilizar o marketing digital a seu favor.  Fazendo campanhas nas redes sociais, no Google Adwords e os demais recursos oferecidos pelo Google respeitando sempre o tempo e momento do seu e-commerce.

Criar um e-commerce é um processo que gera resultados a médio e longo prazo. Mas investindo nas dicas que passamos acima seu e-commerce terá uma excelente estrutura e ganhará seu espaço no mercado mesmo em meio a tanta concorrência.

10 Dicas para você se proteger nas compras Online - Principalmente na Black Friday

Se você está esperando ansioso pelas promoções da Black Friday para comprar aquele produto tão desejado, redobre sua atenção.

Tenha muito cuidado com as PÁGINAS E ANÚNCIOS FALSOS.

A Black Friday está ganhando cada vez mais força no Brasil, e este ano é provável que mais de 90% das lojas virtuais, e também grande parte das lojas físicas participem. Isso é maravilhoso, mas é claro que temos que ficar atentos aos preços "De" e "Por" para saber se são descontos de verdade (ou são o famoso "Metade do Dobro" ). Existem sites como Buscapé que ajudam a detectar os e-commerces que tem ofertas atrativas de verdade, e por isso a qualidade dos preços na Black Friday no Brasil aumenta a cada ano, o que é ótimo. Mas há outro problema ainda maior (e bem antigo)...

Foque mais ainda a sua atenção na identificação de páginas PÁGINAS FAKE e E-MAILS FAKE, aquelas em que criam um anúncio ou site falsificado, que é exatamente igual aos sites oficiais que conhecemos, e muitos caem nesse golpe.

Já na semana passada começaram a veicular e-mails com falsas propagandas da Black Friday, aproveitando a euforia das pessoas por este dia (eu inclusive recebi um destes). Esses sites se PARECEM MUITO com os sites oficiais, e por isso as pessoas são enganadas mais fácilmente. Além disso, esses anúncios falsos podem roubar os dados do seu cartão e CAUSAR UM PREJUÍZO MAIOR! Além dos FAKES, existem ainda sites novos (desconhecidos) que divulgam ofertas tentadoras, e são criados exclusivamente para aplicar Golpes, em um dia você compra, e no outro eles nem estão lá mais.

As fraudes das lojas virtuais no Brasil são poucas, mas para a vítima o baque pode ser enorme. E não adianta usar a falácia “isso não vai acontecer comigo” por que pode acontecer sim. Uma prima minha caiu nessa, ela comprou uma TV de 32” (se não me engano) por R$ 400,00 (aproximadamente) que nunca chegou. Quando ela veio me contar, a loja já estava fora do ar, e o Reclame Aqui está cheio de relatos semelhantes, mas, à esta altura havia pouco a se fazer, e o dinheiro foi perdido.

Lista de Sites Não Confiáveis do Procom

O Procom de SP recebe regularmente incontáveis reclamações de websites que não são confiáveis, e para tentar auxiliar os consumidores, criaram uma lista online, que é atualizada regularmente. Essa lista contém sites e empresas que receberam reclamação do cliente foram acionadas pelo Procom e não se pronunciaram. Estas devem ser evitadas à todo Custo.

Confira a Lista: http://sistemas.procon.sp.gov.br/evitesite/list/evitesites.php

 

>> Seguem 10 dicas para detectar se um site é confiável:

 

1. Verifique o domínio do site no seu navegador.
Ex: www.saliver.com.br (qualquer nome que seja diferente do original, mesmo que só uma letra, pode ser FAKE!).
O exemplo abaixo é da loja Saliver Shop, loja virtual da nossa empresa, a SisMais Tecnologia LTDA.
Nós sempre disponibilizamos na página "Empresa" e no rodapé as informações necessárias para o cliente nos analisar se desejar (Tais como: CNPJ, Razão Social, Páginas do Facebook, Twitter e Instagram).

2. Verifique se o site possui selos de segurança (e se são clicáveis).
Muitas lojas por ai exibem selos de segurança, mas são apenas imagens, e podem ser FAKE também. Os Selos originais, quando clicados, devem direcionar para o site do selo e mostrar que a loja é verificada.

 

3. Verifique se há reclamações no ReclameAqui.com.br
ATENÇÃO: Essa dica é muito válida, mas se um site é novo, mesmo sendo fake não irá constar nada lá, então não confie só no ReclameAqui.

 

4. Verifique as redes sociais!
Se um site é confiável, ele com certeza tem perfis nas redes sociais, se tiver verifique se há bastante seguidores, e se há comentários deles (se houver comentários dê uma boa olhada e veja se não há algo estranho).

 

5. Se o site tiver depoimento de clientes, verifique se são verídicos.

Alguns sites colocam depoimentos que não são verdadeiros. Às vezes parecem até com os do Facebook, mas são apenas implantados lá. Comentários verídicos geralmente são clicáveis no nome do usuário (principalmente se for do Facebook). E pelos comentários é possível analisar se são implantados, ou verdadeiros.

 

6. Verifique se o site oferece compra segura (SSL).

Sites com certificado de segurança, tem o ícone do cadeado ao lado do seu endereço, e começam com "https". Isso garante que os dados que você preencher sejam enviados para os servidores da loja criptografados, e não sejam roubados no trafego pela internet. Esse certificado, aparece principalmente na finalização da compra, quando faz o login/cadastro e está preenchendo os dados do cartão.
Além disso, para o site adquirir um certificado de segurança, ele precisa passar por uma validação de dados, feita pela empresa fornecedora do certificado.

 

7. Não clique em qualquer link!

Até mesmo aqui dentro do Facebook ou em outras redes sociais, é muito fácil cair na cilada de links falsos, que nos direcionam para uma armadilha. Fique sempre atento à origem do link (se não confia não seja tão curioso para sair clicando).

 

8. Se o site oferece pagamento intermediado, e você não o conhece suficientemente, então USE esta forma!

Intermediadores de pagamento como: PagSeguro, MercadoPago, BCash, Moip, entre outros. Oferecem a segurança necessária para você ter o dinheiro de volta caso caia em alguma armadilha (mas atenção não é 100% assegurando, então vale previnir).

 

9. Evite pagamento por Boleto direto (sem intermediador) em Sites que não conhece.

Quando você compra no cartão em um site falso, você ainda pode recorrer ao banco, e é provavel que consiga ser ressarcido do prejuízo. Mas se o pagamento foi feito em Boleto bancário, e você não recebeu o produto, é quase certo que nunca mais verá a cor daquele dinheiro.

 

10. Compare as informações do site com uma consulta na RECEITA FEDERAL

Se o site exibir o CNPJ, consulte-o no site da receita federal. Se não exibir, entre em contato pelo Chat ou E-Mail, e diga que pretende fazer uma compra, mas gostaria de aumentar a confiança consultando o CNPJ da empresa.

O que você deve analisar?

- Se as atividades da empresa se iniciarem em pouco tempo (menos de 2 anos), fique atendo, o risco é alto;

- Se o CNPJ não foi encontrado (e não é erro no site da RF) fique longe;

- Se as informações encontradas lá divergem das que a empresa informa no site, não se arrisque. (A única exceção é o nome de fantasia, que as vezes é diferente e é normal no e-commerce)

- Verifique se o endereço informado no site é o mesmo encontrado na consulta na RF.

- Pegue o endereço e tente achar essa empresa no Google e Google Maps, veja se tem fotos da empresa (Frente, Fachada, etc.) Se tiver é sinal de que é uma empresa estabelecida e oferece menos risco.

 

11. [DICA EXTRA] Ser cuidadoso nunca é demais! O Barato pode Sair Caro!

Seja nas compras online ou em loja física, com ou sem preço de Black Friday. Só compre o produto se tiver certeza de que aquele é realmente o que você quer (devolução pela internet, pode ser um processo bem doloroso). Se não tiver confiança total na empresa (siga algumas dicas apresentadas acima, até se sentir confortável para comprar). Se nunca comprou em um site antes, peça a dica de um amigo que entende bem de informática para lhe ajudar a decidir sobre o site.
Se uma oferta é barata demais, desconfie!

Fiquem ligados, e boas compras! ;)