(77) 3455-2318 | (77) 3455-2272
×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 67

Quinta, 15 Setembro 2016 09:29

O fim do sistema emissor de NF-e disponibilizado pela Sefaz

Está marcado para o ano de 2017 o fim do sistema emissor de NF-e disponibilizado pela Sefaz e muitas empresas estão se perguntando o que devem fazer quando o sistema não estiver mais disponível.

A data de extinção do uso do emissor também é um dado desconhecido por muitos e a noticia está gerando uma série de dúvidas entre os usuários da plataforma.

Se você é uma dessas pessoas que tem dúvidas sobre o fim do sistema emissor de NF-e disponibilizado pela Sefaz, continue lendo esse texto e descubra tudo sobre o assunto.

 

 

    


O fim do sistema emissor de NF-e disponibilizado pela Sefaz

Recentemente a Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo informou oficialmente que haverá uma descontinuação do seu sistema gratuito de emissão de Nota Fiscal eletrônica, conhecido como NF-e.

Para quem ainda não sabe a decisão valerá a partir do dia 1º de janeiro do ano de 2017 que é a data em que o download da plataforma gratuita já não será mais disponibilizado, além disso, a partir da data citada acima, o sistema não será mais atualizado o que dificultará muito o uso para quem já possui o aplicativo instalada e já vem fazendo uso dele.

Então, o que resta para quem utiliza o sistema nada mais é do que procurar uma outra alternativa para o uso do mesmo visto que uma empresa pode sofrer alguma penalidade caso deixe de emitir notas sobre as vendas realizadas.

Mas enfim, por que o emissor vai ser descontinuado?

A Sefaz optou por descontinuar o seu sistema emissor de NF-e por que, segundo uma pesquisa realizada pela própria instituição, a maioria dos usuários já havia migrado para outros sistemas de emissão que são mais completos e permitem a integração com outros softwares. Mesmo com essa migração de um grande número de usuários ainda é significativo o número de pessoas que faz uso do sistema e é por isso que a notícia causou surpresa e estranhamento entre as empresas.

Mas então, como emitir a NF-e depois que o sistema emissor da Sefaz for descontinuado?

Para tudo há uma solução, não é mesmo?! Entretanto é importante não deixar a mudança para a última hora e até mesmo a Sefaz já recomendou que as empresas comecem agora mesmo a procurar novas alternativas para não ficarem sem emitir suas notas fiscais.

Isso por que é importante lembrar que mesmo para quem já tem o sistema instalado pode sofrer algum prejuízo caso haja alguma mudança nas regras de validação da NF-e a partir do ano que vem, visto que ele não será mais atualizado.

Então nada melhor do que começar a procurar um novo emissor agora mesmo e garantir que sua empresa continuará cumprindo a legislação vigente.

Uma excelente dica é aconselhar-se com o sistema de contabilidade da sua empresa pois eles certamente saberão qual o emissor mais indicado para o uso após a mudança.

Após ter escolhido o novo sistema basta realizar os passos a seguir:

  • Fazer o cadastro do novo emissor junto à SEFAZ do seu estado ;

O cadastro é bem simples e pode ser realizado pelo site da Secretaria da Fazenda mesmo.

  • Verificar se o seu Certificado Digital ainda é valido;

Esse passo é essencial pois sem um Certificado Digital válido não é possível emitir NF-e, mas é importante lembrar que você precisa migrá-lo para o seu novo sistema.

  • Cadastrar dados no emissor;

Depois você deve cadastrar os dados da sua empresa no novo emissor, para poder emitir as novas notas fiscais com as informações corretas, tais como CNPJ, Inscrição Estadual e etc.

Pronto! Adiante-se, escolha um novo emissor de NF-e e não deixe de cumprir a legislação! Boa sorte.

E ai, gostou desse post! Confira mais dicas de gestão no nosso blog... ...

 

Deixe um comentário