(77) 3455-2318 | (77) 3455-2272

Como um sistema de gestão pode organizar melhor a minha empresa

Como um sistema de gestão pode organizar melhor a minha empresa​​​?

Você é daqueles gestores que usa o método “tradicional” de anotar tudo com papel e caneta? A gestão da sua empresa não é digital? Pois saiba que você está complicando a gestão e perdendo uma oportunidade de ouro.

Hoje em dia existem sistemas de gestão completos e integrados, que facilitam a gestão de qualquer negócio, agilizam o serviço e aumentam a produtividade. Um sistema de gestão empresarial é um programa que integra todos os dados e processos de um negócio no mesmo sistema de forma automatizada e organizada. Ou seja, optar por essa tecnologia é modernizar a sua empresa, garantindo a simplificação dos processos e o aumento de resultados positivos.

Otimização dos processos e organização

 

Uma das principais vantagens ao usar um sistema de gestão é que tudo é mais rápido e prático, tudo pode ser resolvido no mesmo programa. Com ele, os dados de todos os setores vão sendo automaticamente organizados e podem gerar estatísticas e relatórios que vão te ajudar a entender melhor o seu negócio, o que está funcionando, o que precisa mudar, quais são as necessidades imediatas.

Por exemplo, se você mantém todas as informações no papel, é muito provável que quando quiser saber se tem um determinado produto tenha que ir até o estoque conferir. Mas com o sistema de gestão fica muito mais fácil, basta consultar no computador se o produto está disponível através do sistema de controle do estoque. Ele também ajuda a entender o que tem mais saída e quando, bem como o que está encalhado e pode te dar prejuízo. A vantagem disso é que você pode aumentar os lucros direcionando suas ações e pedidos.

Essa mesma simplicidade e eficiência vale para pagamentos, pedidos, gastos, lucros: tudo está disponível a um clique, sem complicação. A informatização do seu negócio também diminui drasticamente as chances de cometer erros ou confusões, que muitas vezes significam prejuízo, como esquecer de pagar um fornecedor ou de fazer um pedido.

Em um mundo dinâmico e competitivo, implantar um sistema de gestão significa aumentar a produtividade e reduzir custos, pontos muito importantes para qualquer empreendimento, ainda mais em tempos de crise.

Visão geral da empresa traz resultados melhores

Com uma empresa mais organizada e com uma gestão eficiente, é possível ter uma visão global do seu negócio, identificando problemas, pontos positivos e negativos e mudanças que podem ser feitas. Um sistema de gestão inclui controle de estoque, de vendas e financeiro, além de relatórios automáticos

Para uma empresa dar certo é preciso entender cada fator que ela envolve: finanças, administração, compras e atendimentos. Se você não souber exatamente o que acontece em cada setor, vai ter problemas e prejuízos. Mas fazer tudo isso com documentos e arquivos físicos fica muito complicado e demorado.

O sistema de gestão integra sua empresa e faz esse serviço sem te dar dores de cabeça, de forma eficiente e econômica. É uma oportunidade de fazer o seu negócio melhorar, garantindo o melhor serviço e atendimento, sem grandes gastos ou problemas para a empresa.

E aí, gostou desse post! Confira outras dicas de gestão no nosso blog... 

Coisas que não se deve fazer em uma reunião empresarial

Coisas que não se deve fazer em uma reunião empresarial

Fazer reuniões é necessário para manter a equipe alinhada e ouvir novas ideias. No entanto, se não for bem planejada pode ser uma experiência nada agradável.

Dentre os desapontamentos que são comuns ocorrerem nas reuniões estão: assuntos que não são de fato interessantes e que não contribuem para o desenvolvimento da equipe, estender a reunião por um tempo desnecessário e levar a equipe a ter acumulo de trabalho devido o tempo investido na reunião.

Para minimizar esses efeitos, selecionamos algumas práticas que devem ser evitadas para que a reunião seja positiva e obtenha o resultado esperado. Confira:

- Corte trivialidades
Procure cortar as conversas triviais que são comuns ocorrerem enquanto se espera a equipe toda se reunir. Quando chegar todos os que foram convocados para a reunião mude o foco da equipe para o que de fato importa. Assim, o encontro terminará mais cedo e todos poderão voltar a seus afazeres.

- Planeje o horário
Planeje o horário da reunião e o tempo gasto com ela já contando com os possíveis atrasos. Para que não se torne desgastante e as pessoas tenham compromisso em cumprir o horário sem atrasos.

- Não acumule muitos temas para discussão
Quanto mais puder focar em um assunto mais eficiente será a reunião. Procure compartilhar relatórios e outras informações antes da reunião de modo que a equipe já esteja preparada para a reunião.

- Não misture uma reunião comum com o brainstorming

Em reuniões cujos objetivos são discutir um tema ou tomada de decisão, o ideal é pedir à equipe que anote as ideias que tiverem para que possam discutir em outro momento ou para fazer brainstorming.

- Seja conclusivo
Uma ótima reunião é aquela que ocorre tomada de decisão. Não deixe o veredicto para depois para não parecer uma perda de tempo. Ao final da reunião diga o próximo passo que dará com o que foi discutido na reunião.

- Acompanhe cada projeto
Acompanhe cada projeto individualmente. Não convoque toda a equipe para acompanhar um projeto que não diz respeito a todos.

- Não faça reuniões para fortalecer a equipe
Existem outros meios para fazer com que uma equipe seja entrosada e trabalhe bem. Reuniões tem o objetivo de tomar decisões e não de unir uma equipe. Procure focar no cumprimento de objetivos e na coesão da equipe.

Portanto; para que uma reunião seja de fato eficaz e de qualidade não basta apenas agendar uma sala e um horário. É preciso estar atento nos resultados antes, durantes e após a reunião. Para que não seja apenas um tempo gasto e o assunto tratado na reunião não caia em descaso.

 

 

As Superpoderosas da Tecnologia

Para todos que estiveram no planeta terra nos últimos anos sabe muito bem que as mulheres vem conquistando cada vez mais espaço em um mundo onde os homens predominaram por séculos, A sociedade machista está sumindo e as mulher vem ganhando o lugar de direito.

Já foi o tempo em que as mulheres precisavam se contentar com certos cargos no ambiente corporativo. O preconceito e a discriminação, ainda existem, mas já percebemos que as portas estão se abrindo e é mais fácil ver mulheres ocupando altos cargos em área tradicionalmente masculinas, como por exemplo, o mundo dos desenvolvedores, engenheiros e hackers, para ilustrar bem esse movimento segue abaixo uma lista com as 5 mulhes mais poderosas do mundo da Tecnologia...

        Sheyl Sandberg: Ex-diretora de operações do Facebook, hoje integra a diretoria da empresa, sendo o primeiro membro feminino a participar e conta com cerca de U$$ 1 bilhão da empresa.   
 Ginni Rometty:  Depois de 30 anos trabalhando na IBM, ela assumiu como CEO da empresa em 2012. É considerada uma das 50 mulheres mais poderosas do mundo dos negócios pela revista Fortune e chegou ao ranking por sete vezes seguidas.  
 Ursula Burna: é CEO da empresa Xerox. Ela começou como estagiária de verão no setor de engenharia e é a primeira mulher negra a ocupar um alto cargo entre as maiores empresas dos Estados Unidos.   
Meg Whitman: A CEO da HP deixou de lado as eleições para governador na Califórnia para assumir o desafiador trabalho de recuperar a companhia em declínio.    
Marissa Mayer: em 1999 ela foi a 20° pessoa a ser empregada pela Google, mas surpreendeu o mundo quando trocou  cargo e hoje é CEO do Yahoo.

 

 

 

 

E aí, gostou desse post! Confira mais dicas de gestão no nosso blog...

postagem original: http://www.mulherzinhas.com/mulher-de-fases/as-5-mulheres-mais-poderosas-da-ti/

Indicadores mostram otimismo para a economia brasileira em 2017

Alguns indicadores do termômetro da economia brasileira mostram que a economia vem se recuperando desde o final de 2016. Os números sobre a venda de papel ondulado, pedágio de veículos pesados, consumo de eletricidade e outros indicam uma reação positiva da economia. A previsão, segundo os economistas, é que o país comece a crescer no terceiro trimestre deste ano de forma significativa.

Esses indicadores dão uma prévia da direção que o país irá tomar. Quando se vende mais papel ondulado, há uma expectativa no aumento do consumo de bens. O aumento no consumo de eletricidade pode indicar que as fábricas estão voltando a produzir mais. Com estes indicadores começando a entrar em campo positivo, as perspectivas para a economia brasileira em 2017 são cada vez melhores.

Em dezembro, o movimento de veículos pesados em estradas de pedágio cresceu 4,8% comparado a novembro. Segundo a Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias (ABCR), em janeiro, o movimento geral nessas vias cresceu 1% frente a dezembro.

Segundo dados da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), o consumo de eletricidade no país cresceu 0,5% comparado com novembro de 2016 e a indústria foi a principal responsável por este aumento. O consumo do setor, em dezembro de 2016, cresceu 0,9%.

Esse dado, somado a uma pesquisa da Fundação Getulio Vargas (FGV), sugere que a indústria está retomando a produção. O nível de utilização da capacidade instalada, que é quanto do parque fabril está em uso, cresceu 1,7 ponto percentual no fim do ano passado, para 74,6%.

Os investimentos tiveram um crescimento de 3,9% no mês de dezembro comparado com o mês de novembro de 2016, segundo dados do Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada (IPEA), o que indica de fato que aos poucos a economia no Brasil vem se tornando mais confiante. Trazendo mais confiança tanto para os empresários e consumidores.

Contudo; embora ainda haja algum pessimismo por parte de algumas instituições e economistas que dão a previsão somente para 2018. A economia brasileira tem dado sinais de melhoria sim. E aos poucos a confiança na economia brasileira está retomando as ações dos investidores, empresários e do consumidor.

Reajustando o planejamento estratégico da empresa

Reajustando o planejamento estratégico da Empresa

Todo o início de ano é um tempo de grande desafio para todas as empresas devido à necessidade de reavaliação do plano estratégico, do que já foi realizado e análise dos resultados obtidos.

Neste momento, a situação real da empresa deve ser analisada e determinada de forma clara e objetiva. É preciso reavaliar todas as metas e objetivos propostos anteriormente pela empresa e avaliar se vale a pena investir em um objetivo ou escopo que esteja fora do orçamento da empresa a longo prazo.

É preciso conhecer bem a situação atual para dar os próximos passos com firmeza e segurança. Para isso, é preciso levar em conta dois fatores determinantes: a análise externa e a análise interna da empresa.

Na análise externa, será levado em conta o mercado atual e a concorrência da empresa. Conhecer bem estes dois fatores levarão a empresa a estabelecer metas concisas e evitar prejuízos ao tomar uma decisão ou estabelecer uma meta não apropriada para o momento.

Já na análise interna, a primeira iniciativa é passar por um processo de determinação e catalogação dos ativos patrimoniais. Quanto maior for a empresa mais complexa será a determinação dos ativos patrimoniais e maior será o nível de importância para a mesma. Contar com a ajuda de uma excelente consultoria em gestão patrimonial ajudará a empresa a tomar as melhores decisões.

Conhecida a situação externa e interna da empresa, através da realização dos estudos de gestão patrimonial é hora de definir precisamente os objetivos da empresa. Quando se tem este conhecimento melhores metas serão traçadas como também aumentarão as chances destas serem realizadas.

Após ter as metas estabelecidas, chega o momento da ação. Na fase de definição das estratégias, é preciso que os gestores planejem e atribuam tarefas a todos os envolvidos na empresa para que as metas sejam atingidas. Se a empresa planejou bem, analisou corretamente o mercado, definiu os objetivos viáveis e adotaram estratégias inteligentes, sem dúvidas, ela irá atingir seus objetivos. Após o objetivo ser alcançado, a empresa poderá reiniciar todo o processo e buscar traçar objetivos maiores.

 

Por quê o marketing digital é fundamental para seu negócio?

O marketing é uma disciplina acadêmica que orienta os seus profissionais a realizar ações estratégicas para posicionar uma marca na mente do cliente alvo. Acontece que com o surgimento do mundo tecnológico e essa tendência às relações dinâmicas da vida com o caráter 2.0 da internet, foi fundamental a criação do marketing direcionado para as ações digitais.

E qual a importância dele para o seu negócio? Pessoas estão saturadas de informação e de necessidades. Ao mesmo tempo em que procuram uma maneira fácil de solucionar seus problemas, existem milhões de alternativas disponibilizadas na internet e nem todas são eficientes. Para salvar a sua empresa de cair no vazio existencial online e o seu cliente de cair nas garras de uma farsa digital, o marketing digital é fundamental para o seu negócio.

  • Seja uma autoridade

Ao vincular as ações do marketing digital ao nome do seu negócio, você ganhará um caráter online que tenha a ver com o seu setor de atuação. As pessoas irão, de uma forma ou outra, vincular seu nome ao que você faz e produz. Imagine ser uma autoridade na sua categoria de pertencimento? Mesmo que sirva apenas para as cinco pessoas que estão precisando do seu serviço, na mente delas o seu negócio já estará posicionado.

  • Business democrático

Com o marketing digital todas as empresas terão acesso às mesmas tecnologias, redes, web site, pessoas e comunidades online. A que melhor souber utilizar essas funções para o seu negócio, mais irá ganhar de retorno de captação de cliente.

Além disso, a empresa que já tem uma notoriedade no mundo real irá ganhar apenas uma extensão e confirmação desse posicionamento no mundo virtual. As pessoas irão lembrar ainda mais dela.

  • Credibilidade global

O fato de que a internet permite um alcance global e, na maioria das vezes, ilimitado em questão de delimitações geográficas, é sinal de que a sua marca também poderá ter esse alcance. Mesmo que o seu público seja limitado para pessoas locais, é uma questão de credibilidade mundial.

Imagine se alguém de fora vem para um evento na sua cidade e reconhece o nome da sua marca porque viu algo na internet, é questão de notoriedade. Às vezes, casos muito exitosos de marketing digital ganham grande visibilidade mundo afora, então é fundamental para o seu negócio ganhar essa confiança local e no exterior.

  • Resultados duros

O marketing digital é fundamental para aquele negócio que trabalha com resultados numéricos brutos. Mas o que fazer com esses dados? Simples, você pode fazer a comprovação do seu retorno sobre o investimento (ROI), que é saber qual está sendo o retorno mensurável em relação ao dinheiro que você disponibilizou para o marketing digital.

Em uma campanha real, é quase impossível ter acesso a esses dados numéricos de forma tão eficiente e segura, mas graças à digitalização do mundo, agora é mais fácil conhecer o seu público e o valor real do seu investimento e suas ações.

  • Facilita a segmentação do seu público objetivo

Justamente por ter acesso a essas ferramentas que disponibilizam o feedback bruto da quantidade de clientes alcançados a partir de cada ação estratégica, você passa a direcionar melhor as suas campanhas e o seu produto/serviço. Saber a que horas o seu publico está online, saber como gostam de comprar, o que valorizam, quais são suas necessidades e facilitará em uma possível pesquisa sobre futuras necessidades deles.

  • Sintonize-se com a interatividade do mundo

Os meios digitais vivem em função da interatividade, da ação, da dinâmica intensa no cotidiano. São muitas informações novas a todo o momento. As pessoas não conseguem mais prestar atenção em algo por mais de 2 minutos sem desviar o olhar. Você irá captar a atenção deles se entrar nesse ritmo também e os meios digitais são a saída mais acessível para isso.

Você pode entrar nos dispositivos móveis do seu cliente, pode enviar notificações diárias através de um aplicativo, pode criar diversas maneiras de interações com a sua marca e publicitar de maneiras diversas.

Muitas vezes, a melhor saída para uma empresa não é o compartilhamento de conteúdos bonitinhos em páginas de Facebook. Talvez o seu público não queira isso e nem tenha tempo de participar de certas ações que você proporciona. As técnicas do marketing digital são fundamentais para o seu negócio porque poderão elevar o nível de percepção e notoriedade da sua marca para outro nível, basta saber o momento certo de utilizado.

E o momento certo é o agora!

E aí, gostou desse post! Confira mais dicas de gestão no nosso blog...

Como começar um negócio investindo quase nada!

Começar qualquer empreendimento nesse cenário de crise é difícil, mas sentimos esse efeito principalmente quando a falta de recursos financeiros limita a nossa criatividade. Boas ideias são sempre bem-vindas, acontece que em muitos momentos elas requerem uma quantia monetária que ainda não disponibilizamos das mesmas.

É possível começar um negócio investindo quase nada? Não se preocupe, é sim. Só precisa do auxílio de algumas ferramentas técnicas para isso e é exatamente o que iremos sugerir agora, para ajudar a sanar o seu questionamento. Venha descobrir conosco como.

  • Esteja preparado para ser um empreendedor

Conheça todas as suas fortalezas e debilidades, não se engane ao pensar que poderá capacitar-se com o tempo, isso é apenas para quem tem uma quantia significativa de dinheiro para começar um negócio. Lembre-se que seu objetivo é investir quase nada, então saiba em que você poderia focar, alguma habilidade que já possui e não precisaria gastar muito dinheiro para aprimorar-se e chamar a atenção.

Ser empreendedor requer disponibilidade de tempo e reflexão para tomar as decisões que parecem ser as corretas em um momento. Também tenha em mente que não existe a melhor decisão, você não pode se culpar por ter escolhido ir por um caminho que parecia certo e depois não resultou tão produtivo. Como empreendedor, seu dever é prever riscos e não a melhor decisão.

Simule futuras situações de risco para a sua empresa, simule um plano financeiro, simule o futuro do seu projeto a curto, médio e largo prazo. Isso não custa nada e, se você pensar em receitas para resolver esses futuros problemas, quando eles realmente ocorrerem, estará preparado e provavelmente já terá uma solução a mãos. Esteja disposto a isso.

  • Use o dinheiro dos outros

Se você não tem dinheiro para uma inversão inicial e começar o seu negócio, nada melhor do que procurar investidores que tenham o dinheiro e se interessem pela sua ideia. Prepare-se para vender as suas fortalezas encontradas no momento de reflexão inicial, procure um investidor, ajuda em crowdfunding, amigos ou familiares que possam emprestar nesse primeiro momento.

Muitas vezes o seu negócio tem um bom potencial de lucro que possam interessar a terceiros que não têm tempo para pensar em ideias novas, mas vivem disso, de investir na criatividade dos outros. É uma boa saída para começar um negócio investindo quase nada.

  • Procure parceiros

Se você realmente não quer se envolver com empréstimos bancários ou com investidores que só querem saber de feedback positivo numérico, uma boa saída é procurar parceiros que estejam dispostos a crescer junto com a sua empresa e tenham interesses em comum.

Pessoas adoram a sensação de exclusividades, inclusive os empreendedores como você. Ao oferecer uma parceria estratégica com alguém, você não perde a autonomia do negócio, ganha credibilidade com os consumidores dele e não correrá esse risco sozinho.

  • Saiba usar o seu networking

Networking é a sua rede de contatos, as suas conexões estratégicas na área do seu negócio. Prepare uma lista com esses recursos humanos e espere o momento certo para aciona-los, sempre irá aparecer a oportunidade, além de fortalecer vínculos com pessoas que não são seus concorrentes, mas que podem atrair futuros-possíveis clientes.

É importante fazer uma lista de possíveis serviços ou produtos que o seu negócio não oferece, mas que seus clientes podem precisar. Quando descobrir quais são, procure profissionais que tenham uma linha de trabalho parecida com a sua, construa um vínculo profissional com eles e sejam um o aglutinador do outro, troca de contato de cliente nunca é demais.

 

É isso aí, depois dessas pequenas e valiosas dicas, esperamos que você já saiba como começar um negócio investindo quase nada. Existem muitas possibilidades no mercado para isso, como a venda de doces ou salgados, rede de freelancer, consultoria ou assessoria virtual, manicure, entre outros. Saiba como monetizar o seu conhecimento e aprimore-se!

E aí, gostou desse post! Confira mais dicas de gestão no nosso blog...

Como Alavancar as Vendas de sua Pequena Empresa com a Ajuda da Internet

Como Alavancar as Vendas de sua Pequena Empresa com a Ajuda da Internet

Existem técnicas de vendas que servem para empresários desde muito antes do estudo da comercialização para o mundo online. Acontece que por falta de informação ou capacitação, muitos não sabem como coloca-los em prática após o surgimento desse mundo tão dinâmico e acompanhar a velocidade com que as tecnologias vão avançando.

Se você tem um pequeno negócio nesse contexto de crise econômica, precisa se agarrar a essas dicas de como alavancar as vendas da sua pequena empresa com a ajuda da internet, adaptando simples conceitos aplicáveis a qualquer negócio do mundo. Não deixe a chance de acelerar as suas vendas escapar, venha conosco ver essas dicas!

  • Saiba quem é seu público objetivo

Não adianta investir uma alta quantia de dinheiro em social media ou em mini campanhas de comunicação para divulgar a sua marca, se você não conhece o público que necessita do seu produto ou serviço. Aprenda a segmentar o seu cliente ideal, tanto para desenvolver ações digitais de marketing, quanto para achar o target perfeito para a sua próxima peça publicitária.

Do que adianta oferecer uma solução com qualidade, se não chega a quem necessita realmente?

  • Promocione-se

Por incrível que pareça, essas pequenas ações podem ser uma grande troca de favores entre você e o seu cliente. Sempre há algum produto no estoque que não sai muito em determinado período, ou algum serviço que não é muito procurado porque o clima não ajuda muito ou porque não estamos em período de festas.

Abra a sua mente, aprenda a usar a internet para gerenciar os fluxos de vendas da sua empresa. Ou seja, criar promoções digitais para estimular a compra daqueles produtos que estão estocados. Os seus clientes são pessoas, e pessoas adoram sentir que estão ganhando algo, gostam da sensação de que estão levando vantagens em relação a uma empresa.

Se você fornece algum produto ou serviço online, pode oferecer uma experiência prévia de 15 ou 30 dias, para que a pessoa possa experimentar antes e a sua empresa passa a ganhar a confiança dela.

  • Passe credibilidade através do seu site web

O mundo real anda cheio de informações e as pessoas tendem a procurar a internet para delimitar as barreiras dos seus interesses. Quando estão procurando algum produto específico, eles recorrem a sites de marcas que possam ajudar a tirar suas dúvidas.

A sua missão é não deixar que ele saia do seu site e vá para o do concorrente. Explique quem você é, o que você faz, como criou a empresa e a sua missão no mundo com ela. Exponha comentários de consumidores anteriores reais, compartilhando a experiência deles com a sua marca, passando credibilidade ao futuro cliente.

  • Comunique-se de maneira clara e objetiva

Não cometa o erro de perder seu cliente porque a sua pequena empresa não sabe comunicar o que vende. Lembre-se que estamos em um momento de crise, se alguém lhe procura na internet para comprar algo, é porque realmente a precisa. Então aproveite essa oportunidade para captar clientes e alavancar as suas vendas.

Facilite o acesso às informações sobre a sua empresa e o seu produto/serviço. Uma linguagem clara para passar a mensagem é de crucial importância, se possível, contrate uma agencia de comunicação. Dê valor à sua página na internet, crie conteúdos relacionados ao ramo de pertencimento da sua marca, sempre com o objetivo relacionado a vendas.

Sempre esteja ali quando o seu cliente precisar. Crie a opção de chat online para responder dúvidas, lembre-se que a tendência do mundo é a expansão do sentimento de individualização do outro, principalmente na hora da compra. Esse serviço personalizado é sempre um plus na hora da decisão de compra, provavelmente seu cliente irá comentar com os outros. Responda e-mails em um curto período de tempo também, às vezes o consumidor só precisa tirar uma dúvida antes de comprar.

  • Facilite a vida do seu cliente

Se for divulgar links na internet, para alavancar as suas vendas o ideal seria direciona-los sempre para a página de compras e não para a home do seu site. Normalmente é uma página vazia ou com muitos anunciantes patrocinadores, o que não é interessante para captar a atenção do comprador.

Ofereça várias formas de pagamento, será menos uma dor de cabeça para o cliente e provavelmente uma fortaleza em relação ao seu concorrente que aceita apenas uma bandeira de cartão ou somente paypal.

  • Posicione-se nos sites de busca na internet

Google, Yahoo!, Bing, MSN Live, Ask, entre outros. Compre palavras específicas para diferenciar-se dos concorrentes e para que quando uma pessoa procure palavras relacionadas, você apareça no top 10 desses sites de pesquisa.  

A melhor maneira de posicionar-se e alavancar as vendas da sua pequena empresa com a ajuda da internet é a utilização do Search Engine Optimization (SEO), um processo que melhora a visibilidade do seu site nos sites de busca na internet, posicionando-se através de palavras que estejam relacionadas com o que você vende.

Esperamos ter ajudado você a entender como utilizar a internet para alavancar as vendas da sua pequena empresa, assim você não irá perder clientes para os seus concorrentes. Além disso, é de vital importância estar presente na vida do consumidor ante qualquer momento de dúvida, lembre-se que eles são pessoas e o mundo tende a uma dinâmica de vida instantânea, onde as informações estão por todos os lados. Não se atrase!

E aí, gostou desse post! Confira mais dicas de gestão no nosso blog...

As vantagens de se usar um sistema de gestão para emitir as notas fiscais

   

Uma boa administração é algo indispensável para o sucesso de um empreendimento e é justamente por isso que existem diversas plataformas que ajudam diariamente na realização de diferentes tarefas. Uma dessas tarefas é a emissão de notas fiscais que requer muito cuidado e atenção e é algo muito importante para o bom funcionamento de uma empresa.

https://gerencianet.com.br/wp-content/uploads/2015/09/nota-fisca-333f613227a5578d859f5f26d1fe0240.jpg 

Isso por que uma boa administração é capaz de melhorar os resultados apresentados e otimizar o desempenho até mesmo na realização das tarefas mais simples, como a emissão de notas fiscais.

Pensando nisso é que muitas empresas desenvolveram plataformas práticas e eficientes para ajudar as empresas a realizar um controle seguro e fácil das suas finanças, incluindo funcionalidades como a emissão de notas fiscais.

Esse tipo de auxílio no gerenciamento financeiro de um negócio traz uma série de vantagens e pode ser extremamente vantajoso para a empresa que o adota pois é uma garantia de que tudo será feito da maneira correta.

Se você quer saber mais sobre as vantagens de se usar um sistema de gestão para emitir as notas fiscais continue lendo esse texto e descubra tudo o que você gostaria de saber.

 

Mas afinal, quais as vantagens de se usar um sistema de gestão para emitir as notas fiscais?

Planejar, controlar e analisar as contas de uma empresa é algo realmente importante para a saúde financeira de um empreendimento e é por isso que essa tarefa é tão valorizada e deve ser realizado com cuidado e atenção.

Além disso tudo, a realização do processo de emissão de notas fiscais, quando feito manualmente, ainda pode significar um grande investimento de tempo, sem falar na mão de obra do setor envolvido.

Já ao utilizar um sistema de gestão financeira esse trabalho é feito automaticamente e a empresa, logo nos primeiros meses, já começa a perceber a diferença e a se beneficiar do investimento realizado.

Sabendo da importância de um sistema de gestão financeira, já existem muitas plataformas que auxiliam nesse processo e as vantagens de utilizá-la são inúmeras. Veja a seguir uma lista de vantagens de se usar um sistema de gestão para emitir as notas fiscais.

Algumas vantagens de se usar um sistema de gestão para emitir as notas fiscais:

  • Diminui a possibilidade de erro humano
  • Calcula os impostos automaticamente
  • Elimina horas de trabalho manual cansativo
  • Preenchimento de dados rápido e automático
  • Pode gerar arquivos XML e PDF e enviá-los diretamente ao e-mail do cliente
  • Permite a integração de softwares entre empresas (ideal para filiais)
  • Permite a inserção automática de dados baseada em uma conexão com o sistema dos correios
  • Permite a geração de relatórios mensais para avaliação de dados como total de notas emitidas, quantidade de notas canceladas e etc.
  • Permite automatizar as notas de saída e entrada da empresa através da integração com outros sistemas da empresa.

 

Com todas essas vantagens citadas acima é importante ressaltar que o benefício mais apreciado pelas empresas que utilizam o sistema é o grande ganho na produtividade pois isso, consequentemente, permite que o setor encarregado tenha tempo para outras demandas.

Isso tudo sem contar na minimização da possibilidade de falha humana, que é extremamente mais comum quando o processo é feito manualmente. Vale lembrar que quando isso acontece, além do tempo dispensado para refazer a nota, ainda há uma perda financeira, pois, cada nota fiscal tem seu valor e uma anulação resulta em um gasto.

As vantagens de se usar um sistema de gestão para emitir as notas fiscais são muitas e vão desde a agilidade no processo de geração de notas até a maior facilidade no controle posterior a emissão.

E você, está esperando o que para começar a utilizar um sistema de gestão

E aí, gostou desse post! Confira mais dicas de gestão no nosso blog...

6 Simples dicas de como gerenciar melhor o seu supermercado

Gerenciar bem um negócio nem sempre é uma tarefa fácil, e para facilitar um pouco mais a sua gestão veja abaixo algumas dicas de como você pode gerir bem o seu supermercado...

1ª DICA: CONTROLAR O GIRO DOS ESTOQUES :

Nos depósitos, nas gôndolas ou prateleiras, a velocidade de giro dos estoques pode fazer a diferença entre ter ou não ter “CAIXA” para realizar compras Á VISTA, principalmente das mercadorias de giro rápido, como os produtos da CESTA BÁSICA.  Sugerimos começar listando os produtos e fazendo uma divisão de giro, em 03 níveis: alto giro, médio e baixo. Poderá usar uma lista geral do computador e usando pincéis marca-textos, assinalar com 03 cores diferentes.  A seguir, faça um levantamento da “quantidade de marcas” que você tem nos depósitos ou gôndolas.  Sugerimos manter cerca de 03 marcas líderes e 03 opções para os clientes, para os produtos de maior giro, selecionando não apenas pelo PREÇO, mas também PELA ASSISTÊNCIA que o fornecedor te proporciona, pela QUALIDADE DO ATENDIMENTO.  Para ilustrar, citamos que visitamos um supermercado, há alguns meses, com 10 “check-out”, que tinha 21 marcas de sabão em pó nas gôndolas e 02 de azeitonas.....Num questionamento rápido ao comprador, descobrimos que algumas marcas eram de fornecedores que tinham terceirizado temporariamente a produção e nem sequer tinham como dar Assistência Técnica....Ou seja, a vantagem do preço na compra já tinha sido perdida e teriam que VENDER NA MARRA e se livrar dos estoques....Sugerimos colocar em promoção, mas mesmo assim, ocorreu uma demora de uns 10 meses para limpar os estoques... Lembre-se ESTOQUES PARADOS é CAPITAL DE GIRO ENGESSADO !   A própria ORGANIZAÇÃO DOS DEPÓSITOS, poderá ser direcionada, após rever a política de ESTOQUES, definindo o giro adequado e o volume a ser mantido, por marca.  Não esquecer que os FORNECEDORES, sempre estarão tentando colocar marcas adicionais junto com as líderes!  Faz parte da política comercial e cabe a você uma negociação mais adequada ao seu negócio, de forma ganha/ganha, sem prejuízos futuros.  Outro ponto perigoso é que as marcas adicionais que são colocadas (empurradas), normalmente encalham, gerando trocas, ocupando espaços mais úteis a produtos que giram. Cuidado, também com o seu volume de TROCAS.  Mensure, registre e trabalhe rápido, para não lotar espaços.   

2ª DICA: TALENTOS HUMANOS:
Entre os repositores podem existir um talento nato para RELACIONAMENTO COM OS CLIENTES.  No rapaz que pilota os carrinhos no depósito, pode estar um EXPERT na organização do mesmo. Nos caixas, pode estar um ótimo GESTOR FINANCEIRO.... Nos empacotadores, pode estar um menino ou menina com talento para ATENDIMENTO DE IDOSOS... é necessário estar atento não só ao “comportamento exteriorizado” dos colaboradores, mas procurar se informar, conversar com os mesmos, abrir espaço para que demonstrem seus talentos específicos e se possível, possam serem aproveitados na empresa.  Precisa de um letrista para refazer os cartazes......lá no caixa pode estar um talento para isso... recomendamos montar um PAD-Programa de Autodesenvolvimento, na sua área de RH ou DP, ou mesmo terceirizando para profissionais aí da sua cidade, caso não tenha o setor de GESTÃO DE PESSOAS (TALENTOS, RH, GENTE) estruturado.   Pode-se inclusive ENRIQUECER AS FUNÇÕES, como parte do processo de desenvolvimento do PAD, testando em novas funções os “candidatos a talentos internos” e aproveitando-os quando possível, gerando com isso ondas motivacionais entre os colaboradores, por sentir que tem espaço para crescer e fazer carreira na empresa.  É preciso cuidado com a rotatividade, procurando ter índices que permitam analisar se estão altos ou normais para o tipo de negócio. Uma rotatividade alta de pessoas, principalmente em funções de alta pressão, como caixas, empacotadores, repositores, ocasiona custos extras, que precisam ser mostrados aos dirigentes, para orientar decisões. 

3ªDICA: MARKETING FOCADO E DIRECIONADO E MELHOR APROVEITAMENTO DOS FOLHETOS: 

Se a empresa fica no interior, em região pobre, fazer propaganda em TV é desperdiçar recursos, já que o institucional não irá fazer efeito.  Carro de som, poderá fazer efeito maior em cidades pequenas, no interior, que em cidades maiores.   Recomendamos participar de eventos locais ou gerar eventos nos próprios estabelecimentos, em todas as datas que os calendários do setor permitirem, como dia das crianças, em que palhaços, carrinhos de pipoca, pula-pula e outros atrativos poderão ser adicionados.  No dia das mães, você poderá montar no setor Bazar, a Loja dentro da loja, de cosméticos, fornecendo uma limpeza de pele, um tratamento de cabelo.  Todas as datas deverão ser pensadas e trabalhadas para trazer um marketing mais FOCADO E DIRECIONADO à realidade do local onde está a loja e seu público-alvo.  Se você lida com aposentados, crie o DIA DO APOSENTADO, trate-os com dignidade e vai ter um bom retorno.  ...  Outro ponto, os folhetos, são empurrados para muitas residências, aos pacotes, já que muitos entregadores não respeitam as orientações recebidas, colocando no retrovisor de veículos estacionados, na carroceria das pick-ups, pendurado nas grades dos portões, jogados nos quintais e até nos bueiros......
A dica é simples,  MUDAR O CONTEÚDO DO FOLHETO, para ÚTIL, em vez de descartável, seja com promoção amarrada, no estilo, traga o folheto e vai ganhar um brinde, ou imprimindo no seu verso ou parte de baixo, uma receita atraente, que a dona de casa vai se interessar em manter organizada.... Imagine que cada vez que ler a receita, estará vendo o nome do supermercado e algumas mensagens que acabarão fazendo com que vá até o estabelecimento....

4ªDICA: VALORIZAR OS CLIENTES: 

Estabeleça uma política clara de como lidar com os clientes por faixa de idade.  Alguns estabelecimentos já acordaram para isso, fornecendo os pequenos carrinhos em que as crianças acompanham as mães e vão colocando produtos que desejam e gerando vendas.  Outros, tratam os aposentados com o respeito que merecem, seja através de descontos especiais no dia seguinte ao seu pagamento, ou mesmo realizando entregas ou fazendo algum “mimo dentro da loja”, como cadeiras para pessoas idosas sentar se estiverem cansadas, criando um cantinho que pode se tornar uma lanchonete interna mais confortável. Recomendamos atenção especial com as grávidas e também com a mamães que tiveram filhos recentes e necessitarão usar os fraldários.  Os serviços agregam valor ao seu negócio e cortesia costuma ter alta valorização por esses clientes, marido e mulher. Cabe citar que muitos estabelecimentos mantêm pontos de vendas internas, no estilo balcão acoplado à padaria, com um caixa e quem quiser que peça e coma em pé mesmo.   Citamos que visitamos um supermercado, de bom movimento, cujo proprietário reclamava dos gerentes na 2ª.feira, porque “gastavam muito tempo” orientando e ajudando pessoas de idade na loja.  Eles ficavam entre a consciência pessoal humana de fazer o certo ou atender o proprietário que tinha uma visão distorcida. Felizmente, a maior parte dos empresários do setor já estão mais conscientizados e atuando de forma mais humana e mais direcionada quanto ao tipo de clientes que frequentam suas lojas. 
   

5ªDICA: ESTRUTURAR E PROFISSIONALIZAR A GESTÃO FAMÍLIAR: 

Mesmo que seja uma empresa individual, sem familiares na gestão ou operação, é necessário estruturar a empresa, com os recursos disponíveis, a nível de pessoas, sistemas de informática, processos operacionais, serviços de apoio nos aspectos de manipulação e saúde, nas relações com os colaboradores. Já visitamos empresas de bom porte, em que o sistema em uso era suficiente para atender os processos contábeis e fiscais, mas não fornecia relatórios de resultados analisados, que eram feitos em planilhas, semanalmente, por um funcionário do escritório. Nos processos operacionais, alguns setores como FLV geram despesas extras, se ocorrer excesso de manuseios. O ideal é que os produtos já venham dos fornecedores em embalagens que irão direto para as gôndolas, sem repasse.  Citamos que visitamos um supermercado em que os tomates tinham 04 manuseios até chegar à gôndola... evidentemente, o descarte era alto e o proprietário aceitou nossa sugestão e reduziu 02 manuseios em pouco tempo.   
Quanto à profissionalização da Gestão Familiar, o melhor caminho é aquele em que os próprios membros da família buscam melhorar seus conhecimentos do negócio, visitando concorrentes, indo a feiras do setor, viajando para ver modelos no exterior.  Procuram também, obter uma formação educacional que lhes permita enfrentar os novos processos e concorrência, com mais eficiência de respostas, mesmo que não possuam o talento dos pioneiros, dos fundadores dos negócios, alguns ainda na ativa e com domínio muito forte em negociação, em administrar o giro dos estoques, caberá às novas gerações uma preparação adequada e suficiente para perpetuar os negócios. Recomendamos assistir palestras e seminários que tratem do tema “supermercados”, além das feiras tradicionais promovidas pelas entidades ou mesmo ter acesso a outros meios de informação sobre negócios familiares.  Lembramos que ao estruturar os livro-cd-áudio “As 10 Dicas para O Sucesso da Empresa Familiar”, conversamos com alguns supermercadistas amigos e buscamos informações específicas do setor, principalmente quanto às novas gerações que estão assumindo e sua postura mais arrojada em relação aos pais, a expansão dos negócios de varejo pela multiplicação de lojas, o surgimento das redes de negócios, das centrais de compras e outras alternativas para baixar custos e profissionalizar a gestão dos supermercados.   

6ªDICA: ANDAR COM AS PRÓPRIAS PERNAS E RECURSOS:

Essa dica vale para qualquer tipo de negócio, seja individual ou coletivo, seja serviços, comércio, indústrias ou mesmo ONG.  Se não houver uma geração de recursos, que faça “CAIXA”, que permita ao negócio andar com suas próprias pernas, o custo do CAPITAL DE GIRO, oriundo de terceiros, sejam “bancos oficiais” ou “informais”, vai onerar o funcionamento do negócio e derrubar os lucros e rentabilidade.  Aos poucos, a empresa poderá entrar numa estrada sem final feliz e fechar, como já ocorreu com muitas por não sabe lidar com seu “giro financeiro”.  Recomendamos treinar parte da equipe nos controles financeiros do negócio, na geração de relatórios que tragam indicadores de resultados, em todos os setores, sejam das pessoas, dos processos operacionais e estoques, como dos resultados finais apurados. Se tiver os talentos na empresa, buscar apoio com profissionais especializados na sua região e montar processos de apuração de resultados detalhados.  Por outro lado, entender que faturamento não é dinheiro disponíveis, para gastos pessoais ou extravagâncias em festas, viagens e outras situações.  Que precisa definir uma retirada, um “pró-labore” compatível com os lucros reais do negócio e se adequar a isso.    Uma das alternativas é multiplicar os negócios, abrindo outras lojas ou mesmo ingressando em setores próximos, em que tenha domínio e sejam rentáveis e com isso melhorar também sua vida pessoal.   Um ponto é certo, cuidado com o primeiro passo na estrada que vai pegar... e sempre recomendamos que as pessoas devem procurar ajuda, se não tiver certeza ao passo a ser dado.    

E aí, gostou desse post! Confira mais dicas de gestão no nosso blog...

Fonte:  http://www.agrolink.com.br/colunistas/ColunaDetalhe.aspx?CodColuna=1485

Página 1 de 2